Marcelo Torca
Cultura e Arte!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Instituição Artística Guiomar Novaes.

               No dia nove de dezembro de dois mil e seis, comemorou-se os vinte anos da Instituição Artística Guiomar Novaes, escola de música a qual me formei em Piano, no ano de mil novecentos e noventa e dois. Tive o privilégio de participar deste concerto comemorativo, executando a Valsa da Dor de Villa-Lobos, onde vários pianistas formados pela Instituição também compareceram para demonstrarem o conhecimento adquirido.
               Por volta das vinte e uma horas, o evento tem seu início, onde o apresentador chama autoridades, professores, supervisores de ensino. Os alunos formados pela Instituição são chamados a subirem no palco, munidos de faroletes iluminando o caminho, tendo o acompanhamento sonoro de Carmina Burana de Carl Orff, recebem uma homenagem. Acomodados, tem início o histórico da Instituição, onde em mil novecentos e oitenta e seis, foi o começo de tudo. Foram mostrados os formandos de todos os anos, a caminhada destes vinte anos, e no decorrer do evento, foram realizadas apresentações pianísticas, começando pela fundadora da Instituição, professora Hellen Rose, juntamente com sua irmã e professora Ana Paula, executaram o Hino Nacional à quatro mãos. Houve a apresentaçào do Coral Guiomar Novaes, assim como a Camerata de Cordas do projeto Girassol de Tupi Paulista.
               A Instituição Artística Guiomar Novaes está situada na cidade de Dracena, Estado de São Paulo, Brasil.
Marcelo Torca
Enviado por Marcelo Torca em 10/12/2006
Alterado em 13/03/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcelo Torca, www.marcelotorca.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários