Marcelo Torca
Cultura e Arte!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Estrela

Eu vou brilhar, como brilhas as estrelas
Numa Terra onde escondes
Tudo aquilo e aquilo de um Ser er mão.
E quando aparecer, e quando aparecer
Se é! Se é! Se é!
Que vai aparecer algum responsável
pelo escândalo do escândalo
do Ser mão
A Seita não
O Refeito não
O Vê orador não.
 
Mas vou brilhar, mais brilhoso
do que a estrela maior que pode haver
Lá em cima ou embaixo
Do mais alto ou do mais baixo
E esconderei, e esconderei, esconderei
O Ser mão refeito, e vê orador
Para não ter chance de erguer
De erguer a coluna torta
Da clavícola central
Central.
 
E estará acabando
Quando somente e só mente
Se meter a não meter
Aquilo de meter
Aquilo de mexer
Aquilo de refazer o que está feito
Com o brilho da Estrela
para ofuscar a escuridão.
Marcelo Torca
Enviado por Marcelo Torca em 15/09/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcelo Torca, www.marcelotorca.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários