Marcelo Torca
Cultura e Arte!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Textos
Música e Grupo Instrumental.

                 Uma forma antiga de escrever música e executar é a forma de conjunto, a própria história da música é a prova, vária formações musicais foram experimentadas e ainda hoje isso não tem fim, há sempre o que estudar ou pesquisar, seja novo ou antigo. Venho falar hoje de uma formação musical, Música GI, ou seja, música para grupo instrumental com os instrumentos: flauta-doce soprano e contralto; cavaquinho; bandolim; violão; guitarra; viola caipira; baixo; teclado; acordeão; piano; bateria; percussão. Esta formação mistura instrumentos de cordas, teclas, sopro e de percussão, dando uma característica própria para a sua execução.

                      A flauta-doce ou de bico com seu timbre suave, contribui com melodias doces, acompanhamentos sutis, onde também faz parceiras com solos com outros instrumentos, aumentando o vigor do mesmo. No momento são utilizadas as flautas soprano e contralto, sendo que o mesmo flautista faz a execução destes dois instrumentos.

                       É importante valorizar a aplicação deste instrumento, pois é antigo, há muito tempo vem sendo utilizado pelos músicos, e ainda hoje é popular, ou seja, é acessível e de certa forma tem uma boa visibilidade entre as pessoas, embora não apareça tanto, talvez pela divulgação como brinquedo, é um instrumento musical versátil, possibilitando fazer arranjos individuais e coletivos.

Marcelo Torca
Enviado por Marcelo Torca em 09/05/2008
Comentários